top of page

SOBRE MIM

Dr. Vinicius
Augusto

Vou me apresentar e contar um pouco da minha história.

 

Meu nome é Vinícius, tenho 31 anos. Nasci e cresci no interior de São Paulo e me formei em medicina pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas).

Quando me formei estava muito descontente com como estava meu corpo, também me sentia cansado para praticar exercícios, meu sono estava ruim, estava roncando, não gostava de me ver em fotos nem de tirar a camiseta perto de outras pessoas.

Na verdade, durante toda minha vida, eu tive dificuldade em me manter no peso correto.

Sofri bullying na escola por ser gordinho e os anos de estudo intenso durante o cursinho pré-vestibular e a faculdade pioraram esse quadro.

Logo que comecei a trabalhar como médico fiz o que todos os médicos recém-formados fazem, dei alguns plantões em UPA e PS, que me deixaram extremamente insatisfeito e frustrado.

Isso porque eu não gosto de consultas rápidas. Eu prefiro trabalhar com consultas mais longas, mantendo seguimento e contato com o paciente, acompanhando a evolução e criando um vínculo com ele.

Alguns meses depois comecei a trabalhar como médico de família ("posto de saúde"), e me identifiquei muito com essa área da medicina. Eu conseguia seguir o paciente, conhecer a família e entender a dinâmica, acompanhava a evolução do tratamento e os pacientes tinham a mim e a toda equipe da UBS como referência para saúde.

Foram dois anos que eu aprendi muito como médico e como pessoa e que guardo com muito carinho. Mas também notei uma coisa comum em diversos pacientes.

Hoje, diferente da época em que dei plantão, me sinto realizado na área que atuo e amo estudar obesidade e todos seus assuntos relacionados. Fiz pós-graduação em nutrologia esportiva e em ciências da obesidade e sarcopenia, além de diversos cursos e horas de estudos sozinho para entender cada vez mais essa doença tão complexa e subjugada que é a obesidade.

Mesmo trabalhando exclusivamente com obesidade, qualidade de vida e reposição hormonal, ainda continuo me atualizando com cursos e fazendo pós de graduação.

Vejo a medicina como uma ciência de verdades transitórias, pois continuamente são descobertos novos tratamentos e eu quero levar o que é de mais novo, seguro e eficaz aos meus pacientes. Foram dois anos que eu aprendi muito como médico e como pessoa e que guardo com muito carinho. Mas também notei uma coisa comum em diversos pacientes: a obesidade era muito comum, e ela tanto gerava quanto piorava diversas doenças.

 

Tratar a obesidade é essencial para promover saúde.

5a4e2ef62da5ad73df7efe6e_edited_edited_edited.png
bottom of page